Amortizar o crédito ou investir o dinheiro disponível?

amortizar crédito

É uma dúvida que surge bastante, quando temos algum montante disponivel, se devemos amortizar os nossos créditos ou realizar um investimento ou até mesmo poupar.

Primeiramente julgo que temos de ver caso a caso, por muito que financeiramente a resposta em alguns casos pareça obvia, cada pessoa tem o seu perfil, os seus desejos e as suas necessidades, pelo que temos de ter em atenção todos estes fatores.

Olhando pela visão mais simplista, devemos então amortizar quando o juro pago ao banco é superior ao juro pago a si, imagine que está a ter uma remuneração de 0,5% num deposito a prazo e tem um crédito ao consumo a 7%, é natural que devamos amortizar ao invés de colocar mais dinheiro no depósito a prazo, parece simples e obvio certo?

Onde é que complica e deixa de ser tão obvio?

Quando o nosso investimento não é um depósito a prazo e é um fundo de investimento ou ações ou outro onde não sabemos o retorno, por exemplo.

Também no caso do  crédito habitação, é certo que estamos a falar de uma taxa de juro mais baixa e consequentemente a dívida e o prazo bem maiores, e pensamos muitas das vezes que uma amortização não fará qualquer sentido, no entanto temos de ter em atenção a tudo o que gira à volta do crédito habitação, por exemplo seguros de vida, que em determinados montantes e prazo são encargos enormes. O que quero dizer com isto é que não basta colocar numa folha de excel ou apenas olhar para as taxas mas pensar e sistematizar o nosso plano financeiro pessoal.

Então e como posso começar a amortizar e a investir ao mesmo tempo?

Esta é a pergunta para queijinho J, antes de mais é importantissimo que o nosso fundo de emergência já esteja constituido, relembro que devemos ter sempre o fundo de emergência constituido, depois disso, podemos aplicar a regra dos 50%, ou seja, depois de tudo pago, com o dinheiro que me sobra no mês, usar 50% para amortizações, não mais que isto, apenas 50%, conseguindo assim, ter liquidez e reduzir com o passar do tempo os juros economizando milhares de euros.

Para finalizar há que ter sempre em conta que também as amortizações têm muitas das vezes comissões associadas, nomeadamente no crédito habitação -80,5% sobre o montante amortizado.

Este artigo tem uma grande influência da Barbara Barroso da Money Lab, a autoridade nº 1 em Portugal no que diz respeito a finanças pessoais.

Alguma dúvida? Contacte-nos através das nossas redes sociais instagram e facebook ou do nosso site!

0 Comments

Submit a Comment

Artigos Desta Categoria

No Results Found

The page you requested could not be found. Try refining your search, or use the navigation above to locate the post.

Artigos Mais Recentes